Eletromobilidade

Promob+coop+giz+mdic+gov-01

Devido às mudanças climáticas, diversos países, dentre eles o Brasil, vêm desenvolvendo iniciativas e tomando ações para o combate à emissão de Gases de Efeito Estufa – GEE e para o desenvolvimento urbano sustentável. Nos últimos cinco anos aconteceram conferências mundiais em mudanças climáticas e desenvolvimento urbano sustentável, como a COP-21 e 22 e a Habitat III, houve definição de metas para o combate à mudança climática por país, iNDCs, e promulgação de leis e políticas que visam o crescimento sustentável de cidades, como a Lei da Mobilidade Urbana e a Política Nacional de Mobilidade Urbana, ambas do Brasil.

Em 2014, o setor de transportes era responsável por mais de 17% da totalidade das emissões de GEE do Brasil e, em setembro de 2015, o Brasil, alinhado com o Acordo de Paris, registrou seus iNDCs, nos quais se compromete, em 2030, a ter níveis de emissão de GEE 43% menores dos que os de 2005. Dessa forma, a eletromobilidade surge como uma eficáz ferramenta para atingir as metas nacionais, que contribui para a mitigação da mudança climática, para o desenvolvimento urbano sustentável e para a melhoria da saúde da população urbana.

A fim de contribuir para a disseminação da eletromobilidade com o foco nos transportes coletivos e de cargas urbanas ponto a ponto no Brasil, o projeto PROMOB-e, coordenado pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) em conjunto com a Cooperação Alemã para o Desenvolvimento Sustentável, por meio da Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH. Este projeto teve início em 2017 e atua nas áreas de políticas públicas, regulamentação de projetos-piloto e modelos de negócio. Dentre as ações previstas, destaca-se o estímulo às ideias e tecnologias inovadoras, que será feita, dentre outras maneiras, por meio da categoria de Eletromobilidade da iniciativa Startups Connected.

Atualmente, algumas barreiras ainda restringem a ampla disseminação e uso de veículos elétricos, tais como ausência de infraestestrutura de recarga, elevado custo de baterias, falta de normas e definições técnicas da comercialização da energia elétrica, do padrão de plugues, de protocolos de comunicação, dentre outras. Diante deste cenário, para a categoria Eletromobilidade, espera-se soluções inovadoras que visem promover o desenvolvimento tecnológico da eletromobilidade com foco nos transportes coletivos urbano e de cargas urbanas ponto a ponto no Brasil.

Possíveis benefícios a serem oferecidos pela GIZ:

  • Análise e feedback da startup por diferentes áreas da empresa;
  • Articulação da startup com atores do ecossistema de eletromobilidade;
  • Convite para participação em outras ações locais ou globais;
  • Apoio para acesso a fundos de investimento públicos ou privados;
  • Entre outros benefícios oferecidos pelo Prêmio Brasil-Alemanha de Startups e pelo programa de aceleração AHK Startups Accelerator.

 

Ficou com alguma dúvida? Acesse nosso FAQ

Participe

Concorra ao Prêmio Brasil-Alemanha Startups nesta categoria e a uma vaga no programa de aceleração!